Contacta-nos

Nesta onda do assédio sexual

É uma moda, certo? Olá a todos. Daqui fala um percebes que já foi vítima de assédio. Daquele cruel. Daquele que vive entre o conceito do assédio e da violação. Daquelas situações em que existe pressão psicológica de alguém com poder. Daqueles em que existe um...

COMUNIDADES CULTURAIS: nivelar por onde?

1. É evidente que um dos fenómenos que mais tem crescido em Portugal, e um pouco por todo o lado, é o aparecimento de ajuntamentos, ou comunidades, em páginas de facebook e sites colectivos onde um grupo de indivíduos é desafiado a dissertar sobre temáticas...

Os anos passam e eu continuo sem gostar da passagem de ano

Queria falar do meu ligeiro ódio de estimação ao destrambelho, à avidez, àquela dose bem servida de vergonha alheia e desespero porque fica toda a gente louca e é o tudo ou nada: parece que se aquela noite não for incrível, o ano civil que começa será necessariamente uma merda.

Barcelona, a (quase) independência e uma turista acidental

Como fui parar a Barcelona no dia da declaração da independência unilateral da Catalunha, que nem um peixe fora de água.

Mais um ano, mais um Vodafone Mexefest

Mais um mês de Novembro que contou com um Vodafone Mexefest 2017 a animar a Avenida da Liberdade da nossa Lisboa. Para contextualizar o que direi em seguida, vou só deixar a informação que o Mexefest é a minha Meca pessoal. Vou religiosamente desde o tempo em que ainda se chamava Super Bock em Stock.

Pin It on Pinterest

Shares
Share This