A internet perturba-me, por vezes. Por ser practicamente infinita, assustadora e maravilhosa, mudou para sempre as nossas vidas. Mudou também de forma permanente a publicidade e a forma como olhamos para ela. Subitamente, já não somos sujeitos passivos da publicidade e esta teve de se adaptar e ser mais inteligente, mais personalizada e simplesmente melhor. Como não há tempo/orçamento para tal, o product-placement-à-martelada está na ordem do dia. Na qualidade de pessoa que trabalha em publicidade e tem um blog, isto tem todo um glamour outro nível de interesse por perceber os dois lados da moeda.

Em Portugal, a maioria das agências estão agora a aperceber-se que «esta coisa dos blogs afinal até é a sério» mas, simultâneamente ficam baralhadas com um universo praticamente infinito de blogs e alguém encarrega um qualquer estagiário de, em duas horas, fazer aparecer uma lista dos melhores blogs para determinada promoção de produto.
Isto, logicamente, dá merda 9 em cada 10 vezes. Assim, geram-se parcerias alienígenas, em que nem a marca sabe porque raio foi aquele blog o escolhido, nem o blogger sabe sequer usar os produtos da marca. A título de exemplo, a Clinique, marca de cosmética vendida em perfumarias, associou-se a 3 bloggers recentemente cujo target são pré adolescentes e adolescentes. Ora bem, conheço pouquíssimos produtos da Clinique cujo preço seja inferior a 20€. No meu tempo de adolescente, este era o orçamento que eu tinha para comer durante a semana e quiçá para aquele miminho pessoal. As contas não batem certo. Garantidamente, as coisas mudaram muito desde os meus tempos idos de adolescência, mas a ideia de que estamos a tentar vender a pessoas altamente permeáveis a «influenciadores» numa altura tão emocionalmente frágil da vida é… agora todos juntos… POUQUÍSSIMO ÉTICO.

Depois, do lado das bloggers, há todo um desconhecimento sobre subtileza, honestidade e target a promover produtos que, em nada se adequam a si e às suas vidas. Assim, os nossos feeds do Instagram são inundados de pessoas com pinturas de guerra de máscaras de argila e com esfoliantes de açúcar estratégicamente espalhados numa cara feliz e completamente maquilhada. A mim, dá-me assim uma pontada no fígado de vergonha alheia.

O conceito de influencer está nas bocas do mundo e, no meu tempo (mais uma vez, porra que estou velha!) mas, em Portugal, os verdadeiros influencers são, aparentemente os actores e actrizes de 21ª categoria das novelas que depois têm blogs, Instagram e Facebook todos dedicados às suas vidinhas hiper glamourosas e, já agora, ganham assim uns trocos extra à pala de umas marcas. Aquela situação win-win básica. Nunca sabem nada sobre nada, é sempre tudo super novo e super excitante e têm a memória de pequenos peixinhos dourados e uma dignidade e consistência inexistentes.

Quando se junta mais que um também, temos o efeito anúncio Skip. Com este anúncio conheci um nível de vergonha alheia por copywriters que nunca pensei que fosse atingível. Ora vejam, e digam se não sentem o mesmo:

Porque nada é mais natural que amigos a falar de detergente da roupa. Quem são estas pessoas? Quem é que quer saber das suas vidas? Porque é falam de forma tão afectada? Porque é que não consigo parar de olhar para isto como se de um cataclismo se tratasse?

Comparemos agora com um anúncio dos Estados Unidos, também de um detergente para a roupa, também com um actor famoso, mas agora com tudo em bom:

Vêem as diferenças, nomeadamente, toda a diferença do universo?

Eu sei que não é fácil fazer boa publicidade nos dias que correm, mas é necessário, pelo menos, mostrar mais planeamento de product placement, formar melhor as bloggers e ter uma estratégia com pés e cabeça e não «atirar para todo o lado»
Agora, todos em uníssono de forma absolutamente natural: «É bom sujar-se!».

Ah ah ah ah, ridículo.

NEWSLETTER

Gostas de ler os nossos artigos?

Então subscreve a nossa newsletter e fica a saber que temas estão a alimentar a peixeirada aqui por estes lados.

Já sabes, prometemos somente dizer tudo o que nos apetece!

Subscrição bem sucedida!

Pin It on Pinterest